Maiara e Maraisa – Quase Tudo

68
Maiara e Maraisa – Quase Tudo

Maiara e Maraisa – Quase Tudo

Letra:

Móveis usados
Já deve ter vendido nosso sofá
O terno e o vestido de noiva
Deve estar num bazar
Pra doar

O carro que ficou comigo
Essa semana eu vou trocar
E o apê que nos dois dividimos
Já coloquei pra alugar

Eu dei um fim em quase tudo
É, quase tudo

Mas o amor que sinto por você
Está aqui
Eu não doei, eu não vendi
Vai ser difícil alguém tirar de mim
E se tirar eu deixo de existir

O amor que sinto por você
Está aqui
Eu não doei, eu não vendi
Vai ser difícil alguém tirar de mim
E se tirar eu deixo de existir
O amor que sinto por você
Está aqui

Móveis usados
Já deve ter vendido nosso sofá
O terno e o vestido de noiva
Deve estar num bazar
Pra doar

O carro que ficou comigo
Essa semana eu vou trocar
E o apê que nos dois dividimos
Já coloquei pra alugar

Eu dei um fim em quase tudo
É, quase tudo

Mas o amor que sinto por você
Está aqui
Eu não doei, eu não vendi
Vai ser difícil alguém tirar de mim
E se tirar eu deixo de existir

O amor que sinto por você
Está aqui
Eu não doei, eu não vendi
Vai ser difícil alguém tirar de mim
E se tirar eu deixo de existir
O amor que sinto por você
Está aqui

Mas o amor que sinto por você
Está aqui
Eu não doei, eu não vendi
Vai ser difícil alguém tirar de mim
E se tirar eu deixo de existir

O amor que sinto por você
Está aqui
Eu não doei, eu não vendi
Vai ser difícil alguém tirar de mim
E se tirar eu deixo de existir
O amor que sinto por você
Está aqui

Maiara e Maraisa – Quase Tudo

COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here